O jovem pode reinventar o mundo dos negócios

Matéria Publicada por Sidnei Oliveira – Revista Exame 

Um artigo recente de Carin Hommonay Petty e Katia Simões apresenta um cenário bem interessante, no qual jovens empreendedores estão transformando a forma de fazer negócios. Segundo elas, o jovem de hoje:

Já ganhou o mundo (sem sair de casa); se diverte (enquanto trabalha duro); e fatura milhões (investindo pouco)”.

Claro que isso não representa a realidade de todos os jovens, mas dá uma dica do potencial que pode-se alcançar se houver um real envolvimento com essas transformações.

No mundo dos negócios, as mudanças estão acontecendo em grande intensidade, motivadas, principalmente, pelas tecnologias de conexão e de trabalho em rede, além dos avanços proporcionados pela globalização cada vez mais intensa das empresas.

Algumas tendências já são visíveis, mas elas ainda acontecem de forma lenta e inconstante. Falta um pouco mais de energia para que ela seja implementada.

Essa energia deve vir do jovem, mas ele está demorando um pouco mais para se posicionar. Talvez porque ainda não encontrou a sua motivação ou porque ainda vive em alguma realidade de dependência dos mais veteranos. O fato é que ele pode adotar para si aquelas mudanças com as quais mais se identifica e transformar o seu próprio estilo de vida.

Um exemplo é o trabalho colaborativo. Quando as atividades são realizadas dessa forma, observa-se maior eficiência em alcançar metas comuns e resultados positivos.

Essa é uma novidade interessante!

Até pouco tempo, os sistemas de reconhecimento previam prioritariamente a contribuição individual, proporcionando recompensas e privilégios para quem se destacava perante a equipe. Essa é uma realidade em transformação por conta de alguns fatores:

1)          A promoção a um cargo superior já não é mais uma forma de reconhecimento que atende às expectativas dos profissionais que hoje buscam o equilíbrio de vida e não apenas um novo cargo.

2)          Nos últimos anos, ocorreu sistematicamente a redução dos níveis hierárquicos nas empresas, que buscaram, com essa redução, maiores e melhores resultados a partir do possível aumento de velocidade na comunicação entre os profissionais.

3)          Já há grandes empresas adotando o modelo de reconhecimento por meio da relevância dos projetos em que um profissional se envolve. Quanto maior o projeto, maior a equipe, isso leva à necessidade de uma nova forma de trabalho – a colaboração.

Essa é uma grande oportunidade para os jovens que reagem melhor a esses processos por terem crescido em um mundo online, no qual a cooperação, o compartilhamento e a discussão de ideias é parte fundamental do jogo.

Chegou o tempo das transformações e elas estão acontecendo de todas as formas. Cabe ao jovem assumir o seu papel e liderar essas mudanças com o talento que desenvolveu durante os anos de sua preparação. Basta apenas ter foco, pois coragem e ousadia essa geração já provou que tem o suficiente para mudar o mundo.

Sidnei Oliveira
é expert em jovens talentos e conflitos de gerações. Consultor, palestrante e autor dos livros da série “Geração Y”. contato@sidneioliveira.com.br

 

 

Fonte: http://exame.abril.com.br/rede-de-blogs/sidnei-oliveira/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s